O pensamento jurídico antipositivista do jovem Manuel Paulo Merêa

Ernesto Castro Leal

Resumo


Resumo: Este artigo examina aspetos do pensamento jurídico de Manuel Paulo Merêa dentro da reação antipositivista. O autor propôs um novo idealismo crítico influenciado pelo intuicionismo de Henri Bergson, pelo pragmatismo de William James e pelo institucionalismo de Maurice Hauriou. Contrapõe ao monismo exclusivo de uma razão científica a necessidade do pluralismo na interpretação da realidade.

Palavras-chave: Filosofia jurídica; História do Direito; Antipositivismo; Novo Idealismo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.