Perfil sociodemográfico e prevalência de acidentes em trabalhadores de uma empresa municipal de obras públicas

Eliete Albano de Azevedo Guimarães, Valéria Conceição de Oliveira, Josianne Karla Avelar, Helen Cristiny Teodoro Couto Ribeiro

Resumo


RESUMO

Estudo epidemiológico descritivo com objetivo de descrever o perfil sócio demográfico e verificar a prevalência de acidentes em trabalhadores da Empresa Municipal de Obras Públicas de Divinópolis, Minas Gerais, em 2009. Participaram da pesquisa 205 trabalhadores (pedreiro, servente de pedreiro, varredor de rua, de capina, de rede de esgoto e de asfaltamento). Foram excluídos os trabalhadores administrativos. Os dados foram coletados por questionário estruturado, sendo tabulados e analisados nos programas EpiData 3.1 e Epi Info 6.04.  Dos trabalhadores 79% são do sexo masculino, dos quais 73,7% têm renda mensal até dois salários e 61,5% relataram o uso de equipamentos de proteção individual. Apenas 35,1% dos entrevistados possuíam cartão de vacina e 51,5% relataram que em caso de doença na família e consigo mesmos procuram a unidade de atenção primária à saúde (APS). A prevalência de acidentes de trabalho foi de 30,7%. Os acidentes com perfuro-cortante (11,9%) foram os mais comuns, seguidos de quedas (7,5%) e escoriações (3,5%). Ações direcionadas à assistência em saúde ao trabalhador precisam ser implementadas na APS. A proximidade e o conhecimento das condições de vida e trabalho da população possibilitam o planejamento de medidas de prevenção de acidentes e promoção da saúde.


Palavras-chave


Saúde do trabalhador; Acidentes de trabalho; Obras Públicas; Atenção primária a saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.167

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175