Conhecimento de acadêmicos de enfermagem sobre a reanimação

Cladis Loren Moraes, Paulo Ricardo Vasconcelos, Edson Alves De Souza, Maria Ligia Dos Reis Bellaguarda

Resumo


Objetivos: Este estudo teve como objetivo avaliar o conhecimento teórico dos acadêmicos do curso de enfermagem de uma Universidade da Grande Florianópolis/SC sobre reanimação cardiopulmonar. Método: É uma pesquisa quantiqualitativa, exploratória e descritiva, utilizando como instrumento de coleta de dados um questionário semiestruturado. Os participantes foram 21 acadêmicos do curso de enfermagem, matriculados no último semestre do curso, no ano de 2016. Para análise dos resultados, foi utilizado o método de análise de conteúdo de Bardim e o programa Microsoft Office Excel Versão 2007. Resultados: Os resultados mostraram que a idade dos participantes variou entre vinte e dois a quarenta e nove anos, sendo a média de 31,57 anos, predominando o sexo feminino. Em relação à atuação na área da saúde, quatorze (66,6%) já trabalham neste campo e se sentem preparados para atender uma parada cardiorrespiratória. No que diz respeito às drogas utilizadas na recuperação cardiopulmonar, ritmos chocáveis, ventilação e compressão adequada, os resultados foram satisfatórios. Conclusão: Salienta-se a importância na formação profissional tendo como um dos enfoques a reanimação cardiopulmonar. Este estudo poderá contribuir para discussões acerca da intensificação na formação dos acadêmicos de enfermagem nos conteúdos teóricos e práticos relacionados à parada cardiorrespiratória e manobras de reanimação cardiopulmonar.

Palavras-chave


Parada Cardíaca; Reanimação Cardiopulmonar; Aprendizagem; Estudantes de enfermagem.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v7i0.1779

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175