Violência escolar: uma percepção da causa na visão do profissional não docente

Luciana Netto, Rayssa Nogueira Rodrigues, Mariana Aparecida Costa, Gabriel Tatagiba, Jaqueline Santos

Resumo


Trata-se de um estudo  qualitativo cujo objetivo é analisar os significados que a violência assume bem como as formas como  manifesta sua causa a partir de depoimentos de funcionários de uma escola pública de um município mineiro. No que tange as causas os entrevistados inferiram a relação com o professor; família; ausência/desconhecimento de motivos; conflito gerado fora do ambiente escolar como possíveis preditores do fenômeno. Debruçada na protagonização que dispõe a violência escolar,  a abordagem dispôs, em sua maioria, à condição social do indivíduo. Conclui-se que a violência tem origem multifatorial, mas que a escola constitui fonte privilegiada  de mediação da violência     visto que é  neste ambiente que se revela  a dissonância no  sistema remetendo  a reprodução de desigualdades. Sua missão de ser democrática e inclusiva não é acompanha pela demanda social, assim, o que se evidencia é uma ambiente de segregação e exclusão ao outro. 


Palavras-chave


Comportamento do Adolescente; violência; educação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.297

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175