Utilização de indicadores de qualidade: dificuldades e estratégias na voz de enfermeiros-líderes

Ana Cristina Pretto Báo, Simone Coelho Amestoy, Letícia de Lima Trindade, Gisela Maria Schebella Souto de Moura, Andrieli Daiane Zdanski de Souza

Resumo


Objetivo: Conhecer as dificuldades e estratégias dos enfermeiros-líderes na utilização dos indicadores de qualidade em ambiente hospitalar. Método: Pesquisa qualitativa, exploratório-descritiva, realizada em hospital filantrópico do Sul do Brasil, na qual participaram 12 enfermeiros. Adotaram-se entrevistas semiestruturadas e grupo focal para a coleta de dados, os quais foram analisados conforme análise de conteúdo. Resultados: Os enfermeiros evidenciaram como dificuldades a subnotificação de eventos adversos, os limites na interpretação e aplicabilidade dos dados, falta de tempo e falta de compartilhamento das informações na utilização dos indicadores de qualidade. Já como estratégias compartilharam a construção e discussão coletiva, o envolvimento da equipe de enfermagem e saúde, o feedback entre os profissionais e a educação permanente. Conclusão: É necessária a sensibilização dos gestores das instituições de saúde, para a instrumentalização dos enfermeiros, de maneira a desenvolver competências necessárias para a melhor utilização dos indicadores de qualidade, bem como investimentos para superar as dificuldades.

Palavras-chave


Indicadores de Qualidade em Assistência à Saúde; Qualidade da Assistência à Saúde; Gestão em Saúde; Enfermagem.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v11i0.3484

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175