Associação entre casos de AIDS em menores de cinco anos e cobertura da atenção básica

Samara Eliane Rabelo Suplici, Sabrina da Silva de Souza, Ana Cláudia da Cunha, Katheri Maris Zamprogna, Dione Lúcia Prim Laurindo

Resumo


Objetivo: Avaliar o número de casos novos de AIDS em menores de cinco anos de idade e sua associação com a cobertura populacional pelas equipes de Atenção Básica. Método: Estudo transversal que utilizou dados secundários do banco de dados oficiais do Estado de Santa Catarina. Os indicadores número de casos novos de AIDS em menores de cinco anos de idade e cobertura populacional pelas equipes de Atenção Básica foram coletados. Estatísticas descritivas foram calculadas como médias e desvios padrão e realizado o coeficiente de correlação de postos de Spearman no software SPSS 25. Resultados: O número de casos novos de AIDS, em menores de cinco anos de idade, aumentou no período estudado e teve correlação significativa e inversa com a cobertura populacional pelas equipes de atenção básica. Conclusão: A correlação encontrada evidencia a importância da cobertura populacional pelas equipes de Atenção Básica no controle da cadeia de transmissão da AIDS.

Palavras-chave


Atenção Primária à Saúde; Saúde da Família; Cuidados de Enfermagem; Síndrome da Imunodeficiência Adquirida; HIV.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v10i0.3908

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175