Concepções de familiares sobre um Centro de Atenção Psicossocial

Salizza Duarte Mota, Renata Fabiana Pegoraro

Resumo


Este trabalho buscou identificar a avaliação dos familiares de usuários de um Centro de Atenção Psicossocial sobre o atendimento prestado. Participaram deste estudo 15 familiares, com idade média de 53 anos, sendo 11 mulheres e quatro homens. Foi utilizado um Roteiro de Entrevista Semi-Estruturado que investigou a trajetória do usuário por serviços psiquiátricos, a avaliação do familiar sobre as atividades oferecidas no CAPS, pontos positivos e barreiras na provisão de cuidado pela equipe. Foi realizada análise de conteúdo das entrevistas e as categorias emergentes foram: diferença entre CAPS e demais serviços, participação da família no CAPS, melhora do usuário após tratamento no CAPS, sobrecarga familiar e sugestões para o aprimoramento do serviço. Os entrevistados destacaram o papel da equipe como promotora da melhora do usuário, sem deixar de compreender que há barreiras a serem vencidas, como o espaço físico e a inexistência de leitos de retaguarda.


Palavras-chave


família; centro de atenção psicossocial; saúde mental.



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br