A escola diante do aluno que faz uso de álcool e drogas: O que dizem os professores?

Isabela de Lourdes Sena Cordeiro, Deiriely Mara de Almeida Silva, Marcelo Dalla Vecchia

Resumo


A forma como o assunto drogas é tratado na escola interfere nas ações de prevenção, o que pode afetar as trajetórias escolares dos estudantes. O artigo busca compreender como o tema é tratado por professores de duas escolas públicas de um município da macrorregião administrativa do Campo das Vertentes, Minas Gerais. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, na qual se realizaram grupos focais precedidos da aplicação de um questionário sociodemográfico. Após os grupos, realizou-se análise do conteúdo das falas, o que gerou os seguintes núcleos: a) os professores percebem-se em desvantagem com relação aos deveres do Estado, família e sociedade para com a questão; b) os professores sentem-se incapazes de lidar com o problema, vendo-o como tendo sido banalizado nas escolas; e c) os professores lidam com o problema de modo compatível com a visão que a escola tem do aluno e da comunidade. Nota-se a necessidade de um trabalho intersetorial e a inclusão dessa temática na formação dos professores.

Palavras-chave: Álcool e drogas; Redução de danos; Escola; Professores; Grupo focal.

 


Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br