Condições de vida, pobreza e consumo de álcool em assentamentos rurais: desafios para atuação e formação profissional

João Paulo Macedo, Magda Dimenstein, Jáder Leite, Candida Dantas

Resumo


Objetivou-se investigar o consumo de álcool entre moradores de assentamentos rurais no RN e PI, identificando o padrão de uso e a relação com as condições de vida da população. Ademais, problematizar a atuação e formação profissional nesses territórios. Desenvolveu-se estudo descritivo-exploratório em 15 assentamentos nos dois estados (RN = 9 e PI = 6). Aplicou-se questionário sociodemográfico e o AUDIT em 1.999 moradores (752 homens e 1.247 mulheres). As famílias são compostas por até cinco pessoas, 47 anos em média, ganham de ½ a 2 salários, ensino fundamental predominante, fonte de sustentação na agricultura familiar, prestação de serviços, aposentadoria e programas sociais. O estudo mostrou que as condições de vida, fragilidades na infraestrutura dos assentamentos, gênero, renda, acesso aos serviços de saúde e educação, são fatores relacionados ao consumo problemático de álcool. Indica-se a necessidade de reorientar práticas e a formação profissional perante os determinantes da saúde mental da população do campo.

Palavras-chave: Saúde mental; álcool; políticas públicas; população do campo; formação.


Texto completo:

PDF




A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br