Psicologia social e antropologia: experiências de pesquisa participante e etnográfica.

José Sterza Justo, José Carlos Franco de Lima, ALEJANDRA ASTRID LEON CEDEÑO

Resumo


Este artigo é um relato de experiências de pesquisas conduzidas em intersecções teóricas e metodológicas da psicologia social com a antropologia. O objetivo é descrever e discutir duas experiências de pesquisas que abordam fenômenos psicossociais, conduzidas nas interfaces dessas duas disciplinas. Ambas veem ocorrendo desde 1993. A primeira é realizada com andarilhos de estrada mediante contatos estabelecidos nos acostamentos das rodovias e a segunda é realizada por meio de um projeto de pesquisa ação junto a comunidades populares. Como principal resultado é possível destacar a fecundidade e eficácia da utilização de recursos da etnografia e da pesquisa-ação-participante em estudos e práticas voltados para processos de subjetivação distintos como é o caso daqueles que se desenrolam em comunidades populares que habitam lugares antropológicos bem delimitados  e constituídos e aqueles que se desenrolam em situações de errância e de trânsito por não lugares, conforme acontece com andarilhos de estrada. 


Palavras-chave


psicologia social; antropologia; pesquisa participante; etnografia.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br