O trabalho do psicólogo no Cras: diferentes formas de cuidar

Thalita Mara dos Santos

Resumo


O presente trabalho visa discutir o conceito de cuidado no âmbito da Assistência Social, particularmente no Centro de Referência de Assistência Social (Cras), tendo como pano de fundo a abordagem psicanalítica. Para tanto, são abordadas reflexões pautadas pela experiência da autora como psicóloga no Cras, assim como conexões teóricas sobre diferentes formas de cuidar e produzir cuidado nesse local. O profissional da Psicologia, nesse contexto, trabalha com a capacidade de ouvir cada caso, sendo capaz de oferecer suporte a partir do entendimento que o sujeito, como membro de uma família e como cidadão, é responsável por si e pelos outros. Embora a premissa da Psicanálise consista em não tomar o sujeito como objeto de tutela, pode-se dizer que tanto a Psicologia quanto a Assistência Social convergem para a noção de “cuidado” empregada em um sentido mais amplo.

Palavras-chaves: Psicologia. Psicanálise. Assistência Social. Cuidado.


Palavras-chave


Psicologia. Psicanálise. Assistência Social. Cuidado.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br