O atendimento à crise e urgência no Centro de Atenção Psicossocial de Betim - CAPSi Betim

Rosângela Rodrigues-Morais, Celina Maria Modena, Dirley Lellis dos Santos Faria, Maria Cristina Ventura Couto

Resumo


A política pública brasileira para saúde mental de crianças e adolescentes é recente e está se consolidando. O estudo analisa os cuidados prestados às situações de urgência e crise em um Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (CAPSi). Trata-se de estudo exploratório, de abordagem qualitativa. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo, tendo como temas o mandato gestor e o mandato terapêutico do CAPSi. Os resultados apontam prioridade no cuidado às situações de crise ou urgência. As dificuldades relatadas na organização do trabalho em equipe são inerentes a um processo complexo, como o do cuidado em liberdade, exigindo permanente reflexão crítica e investimento de todos os atores envolvidos no campo do cuidado. O estudo indica, ainda, que o modelo de ordenação intrassetorial proposto pelo município não foi totalmente implementado, o CAPSi e Atenção Básica não desenvolvem ações conjuntas, acarretando prejuízos para construção da Rede de Atenção Psicossocial

Palavras-chave


Saúde mental; CAPSi; crise; urgência; criança; adolescente; atenção psicossocial.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br