Lógicas de mobilidade, projetos profissionais e experiências interculturais dos estudantes internacionais no Quebec

Mircea Vultur

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar as lógicas de mobilidade dos estudantes internacionais no Quebec, bem como os seus projetos profissionais depois da diplomação e os efeitos culturais dessa experiência. Este estudo demonstra que os motivos de natureza estratégica e “experienciais” se juntam àqueles ligados a um projeto de emigração para o Canadá para sustentar as lógicas de mobilidade dos estudantes. No que se refere aos projetos de carreira após os estudos, observa-se que tais projetos são marcados pela incerteza. Se alguns estudantes consideram permanecer e trabalhar no Canadá ou voltar ao seu país de origem, uma grande maioria tem dificuldades em encontrar um emprego satisfatório e objetivam uma carreira internacional. Em termos de efeitos culturais dos estudos fora do país de origem, destaca-se uma reflexividade mais acentuada, um destaque da individualização e uma aculturação como dimensão da personalidade.


Palavras-chave


Estudantes internacionais. Quebec/Canadá. Mobilidade. Condições de estudos. Integração social. Projetos profissionais.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br