A escola dos alunos reprovados: um estudo qualitativo

Leonardo de Oliveira Barros, Camélia Santina Murgo

Resumo


Este estudo de caráter qualitativo teve por objetivo verificar as percepções e sentidos atribuídos para a escola por alunos reprovados. Participaram da pesquisa 29 adolescentes com histórico de reprovação, regularmente matriculados no oitavo ano de uma escola pública estadual do interior do estado de São Paulo, sendo 58,6% do sexo masculino e com idade média de 14 anos. Os participantes responderam a um questionário contendo questões abertas e fechadas e os dados foram analisados qualitativamente e com estatísticas descritivas para frequência das respostas. Os resultados indicaram a predominância de percepções negativas sobre a escola, principalmente em relação aos aspectos físicos do ambiente escolar e na relação com os professores e a falta de atribuição de sentido sobre o ato de estudar. Assim, percebe-se a necessidade de democratizar o espaço escolar para que se constitua como um ambiente ressignificado no processo de aprendizagem dos alunos reprovados.


Palavras-chave


Reprovação escolar. Fracasso escolar. Democratização do ensino.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br