Práticas em psicologia no atendimento a situações de violência conjugal em dispositivos do Sistema Único de Assistência Social (SUAS)

Kamêni Iung Rolim, Denise Falcke

Resumo


A ampliação das áreas de atuação em Psicologia está permeada pela consolidação de políticas públicas. Este estudo objetivou conhecer e caracterizar as práticas desenvolvidas por psicólogos diante da violência conjugal em dispositivos do Suas, na região do Vale do Paranhana, RS. Partindo de uma abordagem exploratória, foi realizado um estudo qualitativo com oito psicólogos, que responderam a uma entrevista semiestruturada. Identificou-se que realizam predominantemente atendimentos individuais, perpassados pela concepção de gênero, com foco na orientação sobre direitos, legislação e organização da estrutura familiar. Os atendimentos são realizados majoritariamente de forma interdisciplinar com assistente social, ocorrendo, em alguns momentos, sobreposição de intervenções entre esses profissionais. O encaminhamento para serviços da rede foi apontado como a principal intervenção nos casos de violência conjugal. A partir das potencialidades e desafios identificados, propõe-se a realização de intervenções psicossociais embasadas nos pressupostos da Clínica Ampliada, com vistas a qualificar o atendimento a essa demanda.

Palavras-chave


Violência conjugal. Psicologia. Intervenção.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br