O corpo transgênero em animações e quadrinhos: uma análise psicossocial

Alexsander Lima da Silva, Adélia Augusta Souto de Oliveira

Resumo


Investigação de significado e sentidos acerca do corpo transgênero em animações e quadrinhos infantojuvenis., utilizando pressupostos téorico-metodológicos da Psicologia Social e dos Estudos de Gênero. Realiza uma análise qualitativa, descritivo-interpretativa, das personagens ficcionais Verônica de Nasu, Trio Amazonas, Sailors Starlights, SheZow, Princesa Biscoito e Unicórnio Donny. Os resultados evidenciam que “Verônica e Trio Amazonas” reconfiguram suas transexualidades como acesso à maldade; “Sailor Starlights” se utilizam da estratégia de disfarce transgênero; “SheZow” se torna heroína, em um contexto de significações pautadas nos binarismos masculino e feminino; e a “Princesa Biscoito e Unicórnio Donny” se apresentam como personagens questionadores aos padrões cisnormativos de comportamento e de imagem corporal. Conclui-se que a pluralidade identitária, as significações históricas e culturais dessas obras permitem diversos sentidos ao corpo transexual.


Palavras-chave


Transgênero. Corpo. Análise psicossocial. Quadrinhos. Animações.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br