Acolhimento no Centro de Atenção Psicossocial para álcool e outras drogas: concepções dos trabalhadores de saúde

Aline Teles de Andrade, Maria Lidiany Tributino de Sousa, Paulo Henrique Dias Quinderé

Resumo


Trata-se de um estudo do tipo exploratório-descritivo, de abordagem qualitativa, com o propósito de conhecer as concepções sobre acolhimento dos trabalhadores de saúde do Centro de Atenção Psicossocial para Álcool e Outras Drogas (CAPS AD) de Sobral-CE. O estudo foi realizado com quatro trabalhadores de saúde responsáveis por realizar a atividade de acolhimento. Para coleta de informações, foi utilizado um roteiro de entrevista semiestruturada. Os achados apontaram para as categorias triagem e porta de entrada; o acolhimento como dispositivo propiciador de recomeço, de retomada do tratamento e manutenção do vínculo do usuário com o dispositivo de saúde. No que concerne aos fatores que precisam ser trabalhados com vistas à qualificação da prática do acolhimento, emergiram necessidade de aprimorar a comunicação da equipe, tempo reduzido para acolhimento e ambulatorização do acolhimento.

Palavras-chave


Centro de Atenção Psicossocial; Saúde Mental, Dependência Química; Acolhimento.

Texto completo:

PDF


A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br