Relação entre status social subjetivo e esquemas de gênero do autoconceito em jogadores de futebol

Thiago Emannuel Medeiros, Elisa Pinheiro Ferrari, Fernando Luiz Cardoso

Resumo


O status social subjetivo tem grande influência na vida dos indivíduos principalmente em adolescentes envolvidos com o esporte. Diante disso o objetivo desse estudo foi verificar qual a relação do status social subjetivo com os esquemas de gênero do autoconceito em jogadores de futebol. Participaram desse estudo 152 homens de 14 a 20 anos em período de formação esportiva no futebol. Esses indivíduos responderam um inventario sobre os esquemas de gênero e uma escala sobre a autopercepção de status. Verificou-se que os goleiros apresentaram maior percepção de status comparados aos jogadores de outras posições. Também foi observado que a maioria dos jogadores sentem-se insatisfeitos com o seu status. Os fatores racionalidade, egocentrismo, sensibilidade, integridade, emotividade e ousadia estão relacionados ao status dos jogadores. Novos estudos são necessários para melhor entender a influencia do nível de previsibilidade de cada função dentro de campo em relação ao status social subjetivo.


Palavras-chave


Status social subjetivo; esquemas de gênero; atletas; futebol



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br