Encontros de Psicologia Jurídica: Reflexões Sobre a Práxis desse Campo de Atuação no Brasil

Natália Bernardes Palazzo Buiatti, Caio César Souza Camargo Próchno, João Luiz Leitão Paravidini

Resumo


A Psicologia Jurídica, um importante campo profissional no Brasil, traz peculiaridades que respondem à complexidade da Justiça e da Segurança brasileira. Este artigo analisa os temas abordados no “I Congresso de Psicologia Jurídica: uma interface com o Direito”, em 2009, fazendo uma análise de seus Anais. Dentro dos procedimentos de análise, propõe-se uma classificação temática dos trabalhos apresentados, levando em consideração outras classificações publicadas anteriormente. Tal análise visa a retratar os assuntos que emergem da prática nessa área e que são propostos como tema de discussão e debate. Uma das conclusões é que o debate teórico não parece ser tão amplo quanto a prática. Poucos eventos e estudos pouco convergentes apontam para uma prática que ainda demonstra dificuldades em se encontrar.  Propõe-se, ainda, uma reflexão sobre o desenvolvimento e atualidade da Psicologia Jurídica no Brasil, segundo o conceito marxista de Práxis, chamando a atenção para o risco de uma prática alienada nesse campo.


Palavras-chave


Psicologia Jurídica; encontros psicologia; sistema de justiça; Psicologia e Práxis.

Texto completo:

RESUMO PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br