Adoção de Cães por Universitários: um Estudo Ator-rede sobre a Relação Humano/Não-humano

Tatiane Rose Oliveira de Mendonça, Maria Fátima Aranha de Queiroz e Melo

Resumo


Refletindo sobre a questão do abandono de animais domésticos nas ruas e em estratégias para solucionar esse problema de saúde pública, buscamos compreender a motivação de universitários para a adoção de cães, em suas histórias exitosas e não-exitosas, identificando aspectos relevantes desse processo, bem como seus dificultadores. Sob o aporte teórico-metodológico da Teoria Ator-Rede, intentamos descrever o fenômeno, tendo as narrativas como instrumento preponderante para a obtenção de dados. Verificamos que a adoção de cães se pauta por motivações hedonistas ou altruístas, sendo que, em alguns casos, encontrou-se uma mistura de ambas. Foram comparados ainda, entre adoções exitosas e não-exitosas, elementos que os adotantes consideram ou desconsideram nas suas decisões. Este estudo colabora para a redução da escassez de pesquisas sobre o tema no Brasil e pode embasar reflexões sobre estratégias para melhorar as chances de adoção e posse responsável de animais domésticos.


Palavras-chave


Teoria Ator-rede; relação humano/não-humano; relação cães/universitários; adoção.

Texto completo:

RESUMO PDF


A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br