Inserção profissional de travestis no mundo do trabalho: das estratégias pessoais às políticas de inclusão¹

Lincoln de Oliveira Rondas, Lucília Regina de Souza Machado

Resumo


Busca-se, neste artigo, analisar resultados de uma pesquisa sobre a inserção de travestis no mundo do trabalho.  Em diálogo com a literatura especializada e a partir de doze depoimentos colhidos, são focalizados aspectos da relação entre travestis e o mundo do trabalho, especialmente os embaraços, estorvos ou impedimentos às suas aspirações e realizações profissionais. Foi dada atenção às estratégias pessoais que elas desenvolvem para a superação desses obstáculos. Dois modelos teóricos de estratégia de inserção profissional serviram de referência, o paradigma defensivo e o ofensivo. Pretendeu-se, assim, dar visibilidade às dificuldades que esse segmento sociocultural encontra frente ao mercado de trabalho na busca da realização das suas aspirações profissionais e discutir ações de políticas públicas que possam promover seu acesso à capacitação, ao emprego, fortalecendo sua aceitação social pela sociedade.



Palavras-chave


Travestis; inserção profissional; inclusão social.

Texto completo:

RESUMO PDF


A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br