Acompanhamento de crianças filhas de mulheres usuárias de drogas: um relato de experiência.

Paola de Oliveira Camargo, Michele Mandagará de Oliveira, Lieni Fredo Herreira, Andreza Erdmann Furtado, Suélen Cardoso Leite Bica

Resumo


Relatar experiências do projeto de extensão: Promoção da saúde no território- acompanhamento de crianças filhas de mulheres usuárias de crack, álcool e outras drogas, realizado através de visitas domiciliares a crianças cujas mães fizeram uso de substâncias psicoativas na gestação. São acompanhadas pelo projeto quatro famílias captadas pelos serviços de atenção aos usuários de álcool e drogas do município. Percebeu-se que as crianças acompanhadas não apresentaram síndrome de abstinência após o nascimento e demonstraram desenvolvimento senso-motor adequada para a idade. É importante a reflexão dos profissionais de saúde frente às perspectivas teóricas endurecidas, desconstruindo a ideia de que apenas o uso da substância deve ser considerado no cuidado, mas sim o indivíduo em todos seus aspectos biopsicossociais.


Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br