LA ÉTICA EN LA FORMACIÓN EN PSICOLOGÍA COMUNITARIA EN URUGUAY. OPORTUNIDADES, RIESGOS Y DESAFÍOS

Alicia Raquel Rodríguez, Sonia Mosquera, Gabby Recto, María Eugenia Burgos

Resumo


São apresentados os resultados do estudo  "Ética na Formação em Psicologia Comunitária" no Uruguai. Para a psicologia comunitária a dimensão ético-política é fundamental. Sua presença na formação profissional e acadêmica é relevante. É hierarquizada uma concepção de ética como reflexão sobre as práticas. Realizou-se um estudo exploratório descritivo, foi relevado e analisado o syllabus de disciplinas de Psicologia Comunitária e afins no Currículo 2013 da Licenciatura em Psicologia, Faculdade de Psicologia, Universidade da República. Foram abordadas as seguintes dimensões: trabalho de campo, abordagem ético-política e metodología de ensino. Destaca-se a presença da ética e a política nas guias do curso, mostrando oportunidades, riscos e desafios envolvidos. Conclui-se na necessidade de atender essa dimensão na formação, no âmbito das caraterísticas apresentadas pela sociedade contemporânea e suas exigências para a Psicologia Comunitária


Palavras-chave


ética formação profissional e acadêmica; psicologia comunitária

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

A Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais é uma publicação eletrônica, mantida pelo Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial e pelo Programa de Mestrado em Psicologia da Universidade Federal de São João del-Rei (LAPIP/PPGPSI/UFSJ). É um periódico aberto, registrado com o ISSN 1809-8908, de acesso livre na internet publicado quadrimestralmente, desde 2006. http://www.seer.ufsj.edu.br