TRÂNSITOS CULTURAIS ENTRE DOIS MUNDOS: INDÍGENAS E EUROPEUS NA MODERNIDADE

Luiz Francisco de Miranda, Maria Leônia Chaves de Resende

Resumo


A partir do final do século XV, o contato inter-étnico entre os nativos
da América e seus conquistadores se caracterizou pela violência
física e assimilação mútua, mas também produziu complexos
embates de representações. Americanos e europeus necessitaram
compreender o outro orientando-se por suas referências culturais
e, no decorrer das tentativas de tornar inteligível o que parecia estranho
e surpreendente, reelaboraram seus códigos e redefiniram
suas identidades. Este dossiê pretende ser uma contribuição para o
estudo desses processos que contemplam o chamado “período colonial”
(séculos XVI, XVII e XVIII), mas também considera os legados e
as decorrências dos contatos e conflitos entre os nativos e europeus
para a conformação da sociedade brasileira.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.