REPRESENTAÇÕES DO FUTURO EM LIVROS E FILMES DE FICÇÃO CIENTÍFICA: DO POSITIVISMO DO SÉCULO XIX AO “EXTERMINISMO” DA GUERRA FRIA

Flávio Raimundo Giarola, Joyce de Souza Santos, Letícia Almeida Ribeiro

Resumo


A preocupação com o futuro é uma constante na história da humanidade. Especialmente em livros e filmes de ficção científica, o homem deixa evidente suas imagens do amanhã, sejam elas de um mundo de realizações fantásticas, seja de um apocalipse global. Em vista disto, nosso artigo investiga as relações entre o presente do indivíduo e as representações do futuro características de cada época, por meio da ficção científica. Dessa forma, percebemos que o positivismo do século XIX levava a visualizações de um mundo perfeito marcado pelo avanço da técnica, no qual a ciência levaria sempre ao progresso. Porém, os conflitos sociais do período colocavam inseguranças no que diz respeito às relações trabalhistas no futuro. Por outro lado, a Segunda Guerra Mundial e a Guerra Fria deixaram as perspectivas sobre o futuro mais pessimistas, culminando com visões de um mundo marcado pelo totalitarismo ou por catástrofes nucleares. Portanto, o trabalho visa mostrar como os conflitos de classe, os regimes políticos fascistas e o mundo bipolar foram importantes elementos na definição das representações do futuro do século XIX até meados da década de 1980.

Palavras-chave: Futuro. Ficção científica. Representações.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.