Mapa e territorialidade Queer: a subjetividade da busca pela desnaturalização das bio-identidades

Weverton Andrade Silva, Alberto Ferreira da Rocha Junior, Cláudio Guilarduci

Resumo


Esse trabalho é a apresentação do relato de caso da performance que aconteceu em Juiz de Fora (MG). O performer Weverton Andrade se predispôs a permanecer durante sua estada na cidade já mencionada com roupas e comportamento que questiona o binarismo de gênero (masculino x feminino) e sexual (heterossexual x homossexual). Essa pesquisa surgiu por meio do Projeto de extensão Araci: Teatro, Contemporaneidade e Extensão Universitária, do trabalho de conclusão de curso Perspectivas do Teatro na Educação: Práticas e Documentação da memória e autobiografia da comunidade LGBT face a um sistema pedagógico heteronormativo (do mesmo autor e orientador desse projeto)e da leitura de alguns teóricos como Judith Butler, EveKosfkySedgwick, Guacira Lopes Louro, Richard Miskolci e Michel Foucault, que são pesquisadores conhecidos quando se fala de Teoria Queer, além da relação teórica com autobiografia provinda da iniciação cientifica Escritas (auto)biográficas de artistas portugueses: Adelina Abranches. O trabalho constitui em questionar as identidades e buscar compreender frases como “ser lésbica”, “ser gay”, “ser queer”, entre outras. Refletindo sobre a existência de uma única palavra (gay, lésbica e outros) definir a

totalidade e complexidade das sexualidades. Foram registradospor meio de fotografias o processo, além das impressões do realizador da performance.

Palavras-chave


Teatro e diversidade sexual.Performance. Teoria Queer

Texto completo:

PDF