Monitoria no ensino das paixões: acolhimento ao aluno no primeiro contato com a psicopatologia

Marly Aparecida Fernandes, João Paulo Zerbinati, Tamiris da Silva Cantares, Grazielly dos Santos Germano

Resumo


Este artigo apresenta a monitoria de Psicopatologia como um recurso importante no desenvolvimento da disciplina e no acompanhamento do aluno no processo ensino-aprendizagem, o qual é mobilizador de muitas angústias. Destaca e analisa como estratégia de escuta e acolhimento a leitura do diário de campo, caracterizado como uma produção escrita em que o aluno elabora a partir do contato com a prática e aproximação com o sofrimento psíquico, objeto de estudo da disciplina. Os autores consideram que o acompanhamento personalizado do aluno por meio de estratégias, com oferecimento de espaços de acolhimento e elaboração, favorece a integração do conhecimento com a experiência emocional subjetiva, assim como, o amadurecimento de um verdadeiro self profissional.

Palavras-chave


Ensino. Monitoria. Psicopatologia. Acolhimento. Subjetividade.

Texto completo:

PDF