FREUD E O REAL DA PUBERDADE: UMA LEITURA DO CASO EMMA

Daniela Teixeira Dutra Viola

Resumo


Este artigo discute a questão da puberdade na obra freudiana a partir da referência lacaniana. Propõe-se investigar o estatuto desse tempo do sujeito na teoria da sexualidade por meio da leitura do “caso Emma”, fragmento clínico a que Freud recorre para ilustrar o mecanismo do trauma num trabalho do início de seu percurso teórico. Mesmo situado num ponto ainda muito introdutório da Psicanálise, esse caso traz elementos de importância basilar para todo o devir dessa práxis por permitir a Freud a intuição de elementos que posteriormente Lacan vai abarcar pela noção de real.


Palavras-chave


Psicanálise. Puberdade. Freud. Real. Trauma.

Texto completo:

PDF