Perspectivas sobre o escrito lacaniano: “a significação do falo”

Flavia Gaze Bonfim

Resumo


As considerações apresentadas nesta discussão visam situar o ponto fundamental ao qual o falo foi elevado no ensino de Lacan, ou seja: o estatuto de significante estruturador do campo sexual. Para tanto, resgastamos o lugar do falo no mundo antigo, articulando a fonte deste conceito na obra de Freud à história das civilizações e, de modo especial, revisitamos o Escrito “A significação do falo”,  tomando-o como o fio condutor desta reflexão. Consideramos que este artigo, apesar não encerrar a temática sobre esse conceito na obra de Lacan, aborda pontos essenciais sobre a dimensão do falo como significante – articulação presente ao final de seu ensino, mesmo que redimensionado pelo seu avanço teórico no que concerne à sexualidade.

 

Palavras-chaves: falo; significante; sexualidade; desejo. 


Texto completo:

PDF