A Razão Suficiente de A. Schopenhauer como base epistemológica da Pesquisa em Psicanálise

Cleber Lizardo de Assis

Resumo


Defende-se que seja necessário apresentar uma justificativa epistemológica da pesquisa psicanalítica, como elemento de fundamentação geral de um trabalho de investigação, apontando suas características científicas e epistemológicas a serem empreendidas. Nesse sentido, este trabalho assim se organiza e objetiva: uma discussão breve sobre epistemologia e ciência, em especial, na Psicologia; trata-se do diferencial epistemológico em Psicanálise; e, finalmente, evoca-se a discussão epistemológica desenvolvida por A. Schopenhauer, em torno da sua noção de Razão Suficiente do Devir e do Conhecer, como possibilidades de fundamento para a pesquisa em Psicanálise.

Palavras-chave


Pesquisa em Psicanálise; Epistemologia e Ciência; Razão suficiente.

Texto completo:

PDF