Risco socioambiental no ensino de Geografia: proposta de prática educativa

Tereza Beatriz Oliveira Soares, Fernanda Cristina Resende, Carla Juscélia de Oliveira Souza

Resumo


O ensino de Geografia compreende um processo importante para a interpretação de fenômenos sociais e naturais, os quais se encontram expressos no espaço geográfico e correspondem a elementos que possibilitam problematizar situações do cotidiano, como a formação de áreas de risco. O artigo apresenta uma proposta de prática educativa para o tema “cidade e área de risco socioambiental”, por meio de um estudo de caso no bairro São Dimas, na porção noroeste da cidade de São João del Rei, localizado próximo a estruturas e serviços urbanos do município. Esse local se configura como área de risco, por possuir situações de perigo com o processo de voçorocamento e a vulnerabilidade das pessoas que habitam o local. A combinação de fenômenos naturais, população e intervenção antrópica no bairro São Dimas motivou a escolha do local como objeto da realidade para a construção e interpretação dos conceitos de cidade, urbanização, especulação imobiliária, dinâmica da paisagem e riscos socioambientais. Na proposta educativa, os recursos didáticos maquete, fotografias e trabalho de campo são metodologias que consideram o conhecimento prévio dos alunos, estimulam a participação ativa e possibilitam a análise desses conceitos. A técnica de trabalho em grupo é utilizada para sistematização e troca de experiências e conhecimentos entre alunos. Nesse contexto de aprendizagem significativa a proposta didática é dividida em quatro momentos: prática social, problematização, instrumentalização e produção.

Palavras-chave


Prática educativa, cidade, áreas de risco socioambiental.

Texto completo:

PDF