Notas sobre transtorno obsessivo-compulsivo a partir de um caso clínico em psicoterapia psicanalítica

Elson Eneas Cavalcante Bezerra, Cleber Lizardo de Assis

Resumo


O Transtorno Obsessivo-Compulsivo é um transtorno crônico que afeta 2% da população e está associado entre os transtornos de ansiedade, o que causa sofrimento e traze prejuízos significativos na rotina e no relacionamento social do indivíduo. As obsessões podem ser compreendidas como pensamentos ego-distônicos recorrentes, enquanto as compulsões são ações que devem ser feitas para alívio da ansiedade. O presente artigo apresenta um caso clínico de uma paciente com pensamentos e comportamento obsessivos de verificação. O atendimento foi com base na teoria psicanalítica e foram realizados na Clínica-Escola de uma faculdade privada. Facilitadas por intervenções verbais do terapeuta, ocorreram insight, retificação subjetiva e processo de cura dos sintomas do transtorno e conclui-se que a clínica psicanalítica constitui-se num importante dispositivo de escuta e tratamento do Transtorno Obsessivo-Compulsivo, que vem se configurado na contemporaneidade como uma forma frequente de mal-estar mental, com especial relevância para os componentes psicossexuais como base etiológica.

Palavras-chave: Transtorno Obsessivo-Compulsivo. Neurose. Transferência. Sexualidade. Psicoterapia Psicanalítica.


Palavras-chave


Transtorno Obsessivo-Compulsivo. Neurose. Transferência. Sexualidade. Psicoterapia Psicanalítica.

Texto completo:

PDF