Mapa-Máscara: imagens do pensamento do continente africano

Ínia Franco de Novaes, Wenceslao Machado de Oliveira Junior

Resumo


Pensar encontros para mobilizar pensamentos e sensações que tenham força para fazer brotar outra(s) África(s) é a proposta deste texto, o qual se dispõe a provocar nos leitores reflexões sobre imagens do continente africano. Reflexões que tiveram início nas conversas e produções das oficinas realizadas com professores de geografia convidados a pensar o continente africano com as imagens, a interferir em um processo contínuo e a materializar em imagens os pensamentos. Para esta proposta de pesquisa e educação o que importa não é o acúmulo – de informações conhecimento – e sim as potências – das criações e pensamentos, os acontecimentos que ali tiveram lugar e que possibilitam a (re)criação no território da educação. A materialização dos pensamentos em imagens pelos professores mostra o desconforto gerado ao longo dos encontros que foram realizados, evidenciando rupturas, quebras, criação de pensamentos e sensações que romperam com o que estava cristalizado – como clichê – e possibilitaram surgir outra(s) África(s) que se espalham como um rizoma, que buscam lugares para se apoiar, lugares para brotar, brotar o novo e abrir a ordem do mapa, em combate ao fechamento, ao sedentarismo do pensamento do que seja o continente africano, de encontro com as diferenças e em desfavor da repetição que molda e impregna os espaços escolares e as aulas de Geografia.


Palavras-chave


Mapa; África; Oficina.

Texto completo:

PDF () PDF