A construção de mapas mentais e o ensino de Geografia: articulações entre o cotidiano e os conteúdos escolares

Alyne Rodrigues Cândido Lopes, Denis Richter

Resumo


De acordo com alguns estudos sobre ensino de Geografia (CAVALCANTI, 2002 e CALLAI, 2005) é sugerido que o trabalho dessa disciplina nas escolas desenvolva leituras e análises do cotidiano que permitam aos alunos entender os diferentes arranjos espaciais. Nesse sentido, estamos realizando uma pesquisa com os alunos do ensino médio que tem por objetivo integrar no processo de ensino-aprendizagem de Geografia o estudo sobre o espaço geográfico e a representação cartográfica, por meio da construção e utilização de mapas mentais. Essa linguagem cartográfica é proposta para ser utilizada como material didático nas aulas de Geografia, a partir da articulação entre conteúdos, conceitos geográficos e saberes aprendidos pelos alunos ao longo da formação escolar. Para realizar essa pesquisa foi estabelecida uma parceria com o Colégio Estadual Professor Genesco Ferreira de Bretas, localizado na cidade de Goiânia/GO, com o intuito de conhecer as práticas dos professores de Geografia do ensino médio e de colaborar tanto na formação continuada dos docentes como contribuir no desenvolvimento de atividades escolares atreladas ao uso do mapa mental.

Palavras-chave


Ensino de Geografia; Cartografia Escolar; Mapas Mentais.

Texto completo:

PDF