O jovem Marx e a emancipação humana como parâmetro normativo

Ricardo Rojas Fabres

Resumo


Resumo: O trabalho busca elementos que justifiquem uma leitura marxista das teorias tradicionais da justiça. Em linhas gerais, pretende-se sustentar a existência de um parâmetro normativo nos escritos de Marx, com base nos estudos de Cohen (1992), Eslter (1994), Bidet (2008) e Callinicos (2006). Para isso, primeiramente mapeamos brevemente diferentes distinções no espectro das teorias da justiça (Taylor, 2000; Miller, 1998), opomos as teorias contratualistas da justiça aos fundamentos da teoria marxista (Sen, 2009; Macpherson, 1976) e apresentamos o debate sobre a relação entre o marxismo e a justiça (Gargarella, 1999; Ryan, 1990; Bidet, 2008). Por fim, compartilhando os apontamentos de Elster (1994) e Bottomore (1998), trabalhamos o conceito de emancipação humana em Marx (2004; 2007; 2010) a partir dos seus escritos de juventude.

Palavras-chave: Marxismo; Justiça; Filosofia Política.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.