Humanização em UTI: sentidos e significados sob a ótica da equipe de saúde

Eidiani Radeski Machado, Narciso Vieira Soares

Resumo


Trata-se de um estudo qualitativo do tipo descritivo realizado com 23 profissionais da equipe de saúde de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulta, localizada em um município de médio porte do interior do estado do Rio Grande do Sul (RS). O objetivo foi identificar as concepções dos profissionais da saúde que atuam nesta unidade sobre a humanização. O instrumento de coleta de dados foi por meio de um questionário com perguntas abertas, que foram analisados mediante a utilização da análise de conteúdo temática. Identificou-se que os profissionais da saúde, mesmo referindo não ter conhecimento do conteúdo da Política Nacional de Humanização, trazem para sua pratica diária valores como respeito, dignidade e amor ao próximo, tentando assim tornar mais humanas as suas atividades diárias.

Descritores: Humanização da Assistência; Unidades de Terapia Intensiva; Cuidados Intensivos.


Palavras-chave


Humanização da assistência; Unidades de terapia intensiva; cuidados intensivos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v6i3.1011

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175