O jogo como estratégia de promoção de qualidade de vida no trabalho no centro de material e esterilização

Carla Aparecida Spagnol, Bárbara Kellen Souza Oliveira, Érica Santana Candian, Rosângela Oliveira Santos, Vanda Custódia Felipe Manoel, Andreia Rodrigues Moreira

Resumo


Objetivo: Descrever e analisar a elaboração de um jogo educativo como estratégia para promover a qualidade de vida no trabalho (QVT) para a equipe de enfermagem do Centro de Material e Esterilização (CME) de um hospital universitário. Método: Trata-se de um estudo com abordagem qualitativa da construção do jogo educativo junto aos trabalhadores do CME, no período de agosto-dezembro 2012, com frequência semanal, totalizando 20 encontros. A técnica de análise das respostas obtidas foi a análise de conteúdo. Resultados: Caracterizou-se três categorias temáticas. Os discursos evidenciaram melhorias na interação da equipe a partir das pausas no trabalho, a educação permanente a partir da metodologia ativa de ensino-aprendizagem e mudanças do papel do trabalhador para lugar de sujeito significante do seu trabalho. Conclusão: Percebe-se que o jogo constituiu-se como importante ferramenta para a promoção da QVT na equipe de enfermagem da CME, trabalhando de forma interativa e lúdica com aspectos organizacionais complexos dentro do contexto de análise. Considera-se que tais estratégias venham a ganhar maior espaço das instituições de saúde, para que tais elementos possam ser trabalhados em conjunto com gestores e equipe a fim de promover a efetiva QVT e uma prestação de serviços em saúde cada vez mais humanizada. 


Palavras-chave


jogos e brinquedos; esterilização; qualidade de vida

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.1064

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175