Gravidez na adolescência: relação com o baixo peso ao nascer, Itaúna, MG.

Eliete Albano de Azevedo Guimarães, Tarcísio Laerte Gontijo, Lidiane Oliveira Pio, Virginia Junqueira Oliveira, Valéria Conceição Oliveira

Resumo


Estudo transversal que buscou descrever as características de mães adolescentes e identificar sua relação com recém nascidos de baixo peso ao nascer (RNBP). Foram analisados 1190 nascimentos hospitalares e únicos, residentes em um Itaúna, Minas Gerais, em 2005. Utilizou-se a base de dados do Sistema de Informação sobre os Nascidos Vivos (SINASC). A prevalência de mães adolescentes no município foi de 15,7%. Observou-se que 61,5% dessas mães têm entre 8 a 11 anos de estudo e são solteiras (72,2%). A média de idade entre as mães adolescentes foi de 18 anos, com desvio padrão de 1,3. A maioria das mães jovens fez menos de 6 consultas pré-natal (98,4%), tiveram gestação a termo (95,7%) e parto normal (73,3%). A proporção de RNBP entre as mães com idade entre 10 e 19 anos foi de 7,5%. Não foi verificada associação entre mães adolescentes e o recém nascido de baixo peso (p=0,84). Avaliação e monitoramento dessas informações são necessários e úteis para a priorização de ações preventivas e de promoção de saúde materno-infantil.


Palavras-chave


Gravidez na adolescência. Recém Nascido de Baixo Peso. Sistemas de Informação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.117

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175