Abordagem terapêutica da dor em neonatos sob cuidados intensivos: Uma breve revisão

Anne Caruline Mendes do Prado Falcão, Ana Lígia da Silva Sousa, Marina Morato Stival, Luciano Ramos Lima

Resumo


Nesse trabalho propõem-se analisar a produção científica brasileira sobre avaliação e abordagem terapêutica da dor em neonatos sob cuidados intensivos. A revisão integrativa foi realizada entre os meses de Agosto e Setembro de 2010, nas bases de dados da BVS e abrangeu publicações de última década. Dentre as publicações identificadas, foram selecionados 19 artigos que tratam diretamente sobre o tema pesquisado. A escala de avaliação mais utilizada para diagnóstico da dor neonatal foi a NIPS. A partir da pesquisa verificou-se que ainda há pouca intervenção, na prática, para tratar a dor vivenciada por neonatos durante procedimentos dolorosos no ambiente da UTIN. Dentre as principais medidas para alívio da dor, encontra-se a administração de analgésicos e o uso combinado de sucção não nutritiva e glicose oral. O estabelecimento de métodos para avaliação e tratamento da dor associado à sistematização da assistência de enfermagem podem contribuir positivamente para uma assistência mais humanizada.


Palavras-chave


Recém-Nascido, Medição da Dor, Enfermagem Neonatal, Dor, Unidades de Terapia Intensiva Neonatal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.130

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175