Acadêmicos de enfermagem frente à eutanásia e o direito de morrer com dignidade: breves reflexões

Márcio Kist Parcianello, Graziele Gorete Portella da Fonseca, Caren Franciele Coelho Dias

Resumo


RESUMO

A eutanásia tem sido demasiadamente discutida na contemporaneidade em sua complexidade devido à multiplicidade de perspectivas nos viés teológico, filosófico, e científico. Das indagações frente à temática emerge: como ocorre a formação e atuação dos profissionais enfermeiros ao vivenciarem a morte das pessoas que cuidam? Percebe-se que muitas vezes há uma restrição de diálogo nos cenários hospitalares, havendo uma negação profunda da mesma. O objetivo desse estudo foi discutir a formação dos profissionais enfermeiros nos aspectos bioéticos e humanísticos da eutanásia, contribuindo com discussões a cerca do morrer com dignidade construindo a educação em valores no cotidiano de ensino. Desenvolveu-se uma atividade de ensino no que diz respeito aos saberes dos acadêmicos de graduação do curso de enfermagem, sob a eutanásia e o direito de morrer com dignidade. Divergência de opiniões sobre o tema tem crescido no meio acadêmico, propiciando assim uma reflexão sobre a sua formação.

 


Palavras-chave


Eutanásia; Enfermagem; Morte com dignidade bioética.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.157

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175