O convívio com a mulher mastectomizada sob a óptica do companheiro

Jaqueline Barros Salles, Sumaya Giarola Cecilio, Naiara Pinto Alves Pereira, Luciana Lourdes Queiroga Gontijo Netto Maia

Resumo


Objetivo: Conhecer as experiências e sentimentos vivenciados no convívio com a mulher mastectomizada, sob a óptica do companheiro. Método: Utilizou-se o método qualitativo, sendo os dados colhidos por meio de entrevista. Os dados foram avaliados por meio da análise de conteúdo. Resultados: Foram identificadas três categorias: os sentimentos vivenciados pelo parceiro da mulher mastectomizada, a experiência da fé e a confiança em Deus e a vivência da sexualidade após a mastectomia. Conclusão: A pesquisa mostra que os sentimentos vivenciados pelos companheiros das mulheres mastectomizadas apresentam ambiguidade, passando pelo medo, tristeza, esperança, fé e alegria, de acordo com a fase do ciclo da doença. Ressalta-se a necessidade de integrar ações intersetoriais ao contexto das práticas no cotidiano da assistência à saúde, na perspectiva de construção de uma rede que permita a criação de estratégias de suporte para esses parceiros e para suas famílias.


Palavras-chave


Neoplasias da mama. Mastectomia. Sexualidade. Relações familiares. Cônjuges. Percepção. Pesquisa qualitativa.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.163

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175