Estado nutricional e perfil socioeconômico e demográfico dos usuários do restaurante popular em Belo Horizonte

Ísis Eloah Machado, Karla Araújo Costa, Simone Cardoso Lisboa Pereira, Mery Natali Silva Abreu, Cláudio Santiago Dias Júnior

Resumo


Os restaurantes populares têm como princípios fundamentais a produção e distribuição de refeições saudáveis a preços acessíveis. Considerando a importância desse equipamento para a promoção da saúde, estudos que verifiquem sua efetividade são relevantes para fornecer subsídios a ações futuras. O presente trabalho avaliou o estado nutricional dos usuários de um restaurante popular de Belo Horizonte/MG e possíveis associações com o perfil demográfico e socioeconômico. O perfil dos usuários foi obtido através de questionário semi-estruturado e o estado nutricional foi avaliado através do índice de massa corpórea. Foram aplicados os testes qui-quadrado e t-Student ao nível de significância de 5%. Foram entrevistados 396 usuários, sendo que 62,9% eram do sexo masculino, 39,9% eram casados e 61,6% possuíam filhos. No que se refere ao nível socioeconômico 55,2% foram classificados na classe C. Os usuários apresentaram elevadas taxas de obesidade e o sobrepeso, 43,2% entre os adultos e 32,1% entre os idosos, fator de comprometimento da saúde desta população. Sexo (p=0,038), estado conjugal (p=0,039) e o fato de possuir filho (p=0,006), atuaram como fatores associados ao excesso de peso. Assim, nota-se a necessidade de avaliar o cardápio oferecido e de aumentar as ações de promoção da saúde direcionadas ao público do restaurante.


Palavras-chave


Alimentação coletiva; Estado nutricional; Segurança alimentar e nutricional

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.193

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175