Percepção sensorial tátil alterada em pacientes com diabetes mellitus: uma revisão integrativa

Juliana Andreia Fernandes Noronha, Sayonara Monique de Melo Nogueira, Ana Carolina Lima Ramos Cardoso, Tânia Couto Machado Chianca

Resumo


Objetivos: Descrever os fatores etiológicos e os sinais e sintomas do fenômeno percepção sensorial tátil alterada em pessoas com Diabetes Mellitus. Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura realizada no período de agosto a setembro de 2016. A busca foi feita nas bases de dados da PUBMED, CINAHL, SCOPUS, LILACS, IBECS, MEDCARIB e BDENF, utilizando os seguintes descritores: neuropatias diabéticas, tato, percepção tátil, transtornos da percepção, distúrbios somatossensoriais e enfermagem. Foram identificadas 1371 publicações e uma amostra de 23 estudos foi obtida. Estes foram classificados de acordo com o nível de evidência. Resultados: As publicações datam desde 1992 a 2015, com maior produção nos Estados Unidos. Os estudos foram do tipo transversal, prevalecendo nível de evidência IV. A dor foi o sintoma mais prevalente, seguida de perda sensorial, dormência e formigamento. Com relação aos fatores etiológicos destacou-se o tempo de convivência com o problema, hemoglobina glicosilada alterada, idade avançada e hipertensão arterial. Conclusão: Constatou-se que o fenômeno tem sido compreendido como uma alteração neurológica. A identificação precoce dos agentes etiológicos e as manifestações clínicas são importantes para o seguimento dos pacientes, bem como a monitorização da sua evolução e controle glicêmico.

Palavras-chave


Diabetes Mellitus; Neuropatias diabéticas; Percepção do tato; Enfermagem.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v9i0.2571

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175