Saberes e práticas da enfermagem na utilização do cateter central de inserção periférica em neonatologia

Leonardo Bigolin Jantsch, Eliane Tatsch Neves, Maria Ribeiro Lacerda

Resumo


Objetivo: Descrever os saberes e as práticas que sustentam o manejo do cateter central de inserção periférica pela equipe de enfermagem em terapia intensiva neonatal. Método: Trata-se de um estudo qualitativo que teve como participantes 11 integrantes da equipe de enfermagem de uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Os dados foram coletados, por meio de entrevistas semiestruturadas, posteriormente, transcritos sob dupla transcrição e submetidos à análise temática de conteúdo com discussão teórica, a partir dos padrões do conhecimento em Enfermagem. Resultados: Foram descritas quatro categorias que representam os saberes e práticas: indicativos para inserção na prática neonatal; cuidados que precedem o procedimento de inserção; cuidados que contribuem para a manutenção da terapêutica; indicativos para retirada precoce do cateter: o sofrimento com o retorno da prática periférica. Conclusão: Os saberes da Enfermagem emergem e estão pautados no fazer cotidiano, constituindo-se práticas empíricas em prol da qualificação do cuidado.

Palavras-chave


Enfermagem Neonatal; Cuidados de Enfermagem; Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v9i0.3299

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175