Distresse e bem-estar psicológico em estudantes da graduação em enfermagem do Brasil e Portugal

Maria Theresa da Silva Vieira, Ingrid dos Santos Lessa, Franciane Silva Luiz, Kelli Borges dos Santos, Filomena Adelaide Pereira Sabino de Matos, Fábio da Costa Carbogim

Resumo


Objetivo: avaliar e comparar os níveis de distresse e bem-estar psicológico dos estudantes da graduação de Enfermagem do Brasil e Portugal. Método: trata-se de um estudo transversal, realizado com 267 estudantes do primeiro ao quarto ano de graduação de enfermagem, no Brasil e Portugal. Para análise dos dados, utilizou-se frequência absoluta, frequência relativa e média. A associação entre as variáveis qualitativas, pelo teste Qui-Quadrado. Resultados: os estudantes brasileiros são mais ansiosos, depressivos e perdem com maior frequência o controle emocional, enquanto os estudantes de Portugal apresentam maior bem estar psicológico. Estudantes do início do curso, brasileiros e do sexo feminino apresentavam maior média para a variável distresse. Conclusão: esforços são necessários para auxiliar os estudantes, no gerenciamento dos níveis de distresse, a partir do planejamento acadêmico, estímulo à inserção em atividades de laser e a lidar de forma resiliente com o universo acadêmico.

Palavras-chave


Enfermagem; Educação Superior; Transtornos Mentais; Saúde Mental.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v9i0.3453

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175