Avanços e desafios da Enfermagem em Acupuntura em Santa Catarina no período de 1997 a 2015

Ana Paula Senna Bousfield, Maria Itayra Padilha

Resumo


Objetivo: Conhecer os avanços na atuação das enfermeiras, na prática da acupuntura, em Santa Catarina, no período de 1997 a 2015. Método: Qualitativo com abordagem Histórico-Social, por meio da história oral temática, fundamentado na sociologia das profissões de Eliot Freidson. A coleta de dados ocorreu, no período de março a maio de 2018. Após análise temática, apontaram-se 2 categorias: Desafios e avanços profissionais e As boas práticas aplicadas na Acupuntura. Resultados: As insatisfações com as entidades de interesse público estão presentes no cotidiano da classe profissional, compondo o cenário dos desafios profissionais. Dentre os avanços identificados, destaca-se que atualmente a acupuntura é realizada apenas por enfermeira especialista na área, seja em consultórios, como em unidade básica de saúde. As boas práticas aplicadas, durante o atendimento da enfermeira acupunturista garantem a qualidade, destaque e a compatibilidade das ações com os regulamentos técnicos. Conclusão: A sociedade brasileira reconhece que as ações desse profissional requerem conhecimento, pesquisa e habilidades para ser exercida. A maior conquista, se relaciona ao encontro com o outro no ato de cuidar.

Palavras-chave


Terapias Complementares; Enfermagem; História da Enfermagem; Ocupações em Saúde.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v10i0.3666

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175