Gestantes que participam da organização não governamental bem nascer: estudo descritivo

Míriam Rêgo de Castro Leão, Daiana Barbosa Ferreira, Eliúdh Ornelas Tolentino Menezes, Juliana Suelem da Costa Dias Dornelas, Maria Luiza Gonzalez Riesco, Camilla Alexsandra Schneck

Resumo


Objetivo: Conhecer o perfil, a história obstétrica e a motivação de gestantes para participar das atividades da Organização Não Governamental (ONG) Bem Nascer. Método: Estudo descritivo com mulheres que participaram das atividades de janeiro a maio de 2011. Dados coletados por meio de questionário aplicado nas rodas de conversa ou por e-mail. Resultados: O perfil predominante foi: média de idade de 32 anos; união estável ou casada; parda; ensino superior; renda familiar igual ou superior a quatro salários mínimos; trabalho fora de casa; nulíparas; acesso ao setor suplementar de saúde; desejo de ter parto vaginal com o mínimo de intervenções. A maioria conheceu a ONG através de amigos e da Internet. As razões para a participação foram a busca de informações sobre parto normal e troca de experiências. Conclusão: Este estudo corrobora achados de pesquisa que também identificou mulheres que procuram experiência de parto natural, sem intervenção, fora do hospital.


Palavras-chave


Gestantes; Parto normal; Cuidado pré-natal

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v0i0.393

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175