Morbimortalidade de usuários de um plano privado de saúde de Belo Horizonte, Minas Gerais

Adriano Marçal Pimenta, Carina Santos Maia, Cinthia Gomes Diniz, Bruna Flávia Santos, Vanessa Rotsen Santos

Resumo


Objetivo: Caracterizar os perfis de morbidade e de mortalidade de beneficiários de um plano privado de saúde de Belo Horizonte. Métodos: Estudo descritivo-exploratório desenvolvido com 4.913 internações no período entre 2009 e 2012. A coleta de dados envolveu informações secundárias e as principais variáveis analisadas foram sexo, idade, causas de internação e óbito. Resultados: As principais causas de internação segundo faixas etárias foram: doenças respiratórias em crianças (37,5%), doenças digestivas em adolescentes (19,9%), doenças geniturinárias em adultos (16,9%) e doenças cardiovasculares em idosos (19,4%). Entre os adolescentes, se destacaram, ainda, as causas externas no sexo masculino (18,2%). Dos beneficiários internados, 2,2% faleceram e a principal causa foram as doenças cardiovasculares (24,1%). Conclusão: O perfil de morbidade dos beneficiários do plano de saúde se caracterizou pelo predomínio de doenças respiratórias em crianças e crônicas em adultos e idosos. Ademais, as causas externas se destacaram entre os adolescentes do sexo masculino.

 


Palavras-chave


Morbidade; Mortalidade; Saúde Suplementar; Hospitalização.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v0i0.404

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175