Câncer durante a gravidez: análise dos casos com ênfase nos resultados obstétricos e neonatais

Júlia Ferreira Cieto, Laleska Andres Costa Santos, Thais de Oliveira Gozzo

Resumo


Objetivos: Conhecer as interferências do câncer no processo gestacional e seu desfecho, identificar as neoplasias mais frequentemente diagnosticadas em mulheres no período reprodutivo. Métodos: Foram coletadas, informações dos prontuários de mulheres que vivenciaram o câncer, durante a gestação, no período de 2011 a 2018, acompanhadas em um hospital de referência. Resultados: Os cânceres mais prevalentes, durante a gestação foram: mama, colo do útero, leucemia e linfoma, 64,29% das grávidas estavam no segundo trimestre. A faixa etária foi de 27 a 44 anos, 80% receberam quimioterapia, 73,68% apresentaram complicações na gestação/puerpério, 42,11% das mulheres foram a óbito. Observaram-se 70,59% recém-nascidos pré-termo, 56,25% baixo peso, ocorrência de dois abortos espontâneos e um natimorto. Conclusão: Neoplasias associadas à gravidez têm aumentando em incidência e, contribuindo para a mortalidade indireta na gravidez e no pós-parto. Destaca-se a abordagem multidisciplinar, centrada no bem-estar maternofetal, além de incluir a mulher e a família no processo.

Palavras-chave


Complicações Neoplásicas na Gravidez; Resultado da Gravidez; Recém-Nascido.

Texto completo:

PORT ENG


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v11i0.4096

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175