A educação permanente em saúde na perspectiva do enfermeiro na estratégia de saúde da família

Danuza Maria Silva Viana, Caroline Amaral Nogueira, Renata de Souza Araújo, Rafaela de Matos Vieira, Heloiza Maria de Siqueira Rennó, Valéria Conceição de Oliveira

Resumo


Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa, com o objetivo de compreender a Educação Permanente em Saúde na perspectiva dos enfermeiros na Estratégia de Saúde da Família em um município de Minas Gerais. Os dados foram coletados por meio de uma entrevista com roteiro semiestruturado, analisados e organizados em duas categorias: “Entraves para realização da Educação Permanente” e “Modos de conceber e intervir na Educação Permanente”. Os resultados revelam a percepção dos profissionais sobre a importância da realização da Educação permanente para a assistência de qualidade, e que a mesma acontece parcialmente, mesmo diante dos entraves apontados para sua realização. Esses achados apontam a relevância da necessidade de consolidação da Política de Educação Permanente em Saúde para o processo de trabalho do enfermeiro e contribui para torná-la uma realidade. Descritores: Educação permanente; Carga de trabalho; Educação em saúde.


Palavras-chave


Educação permanente; Carga de trabalho; Educação em saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19175/recom.v0i0.470

ISSN: 2236-6091

DOI:10.19175